-->





Anúncio




DEM e PSD articulam candidaturas à Presidência contra Bolsonaro








O presidente Jair Bolsonaro almeja permanecer no Palácio do Planalto pelo menos por mais seis anos. Mas, isso só pode acontecer se for reeleito a presidência em 2022. 


Leia o por Gazeta do povo;

Embalados com o crescimento no número de prefeituras conquistadas em 2020, dirigentes do DEM e do PSD sonham mais alto e falam, até, em entrar na disputa presidencial de 2022. Isso, porém, vai depender dos concorrentes e da força política do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).


A empolgação é justificada: em 2020, tanto DEM quanto PSD estão entre as legendas que mais conquistaram prefeituras. O DEM, legenda do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), conquistou 459 Executivo municipais até o momento – 188 a mais do que nas últimas eleições municipais. Entre elas estão três capitais: Curitiba (PR), Florianópolis (SC) e Salvador (BA).


Além disso, o partido pode eleger o prefeito do Rio de Janeiro – Eduardo Paes concorre pela legenda na capital fluminense – e também levar a capital do Amapá, Macapá, por meio de Josiel Alcolumbre – irmão do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).


Já o PSD, do ex-ministro e ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab e do ministro das Comunicações, Fábio Faria, conseguiu eleger 650 prefeitos – 110 a mais que em 2016. O partido fez dois prefeitos de capitais já no primeiro turno: Alexandre Kalil, em Belo Horizonte; e Marquinhos Trad, em Campo Grande. Ambos disputavam a reeleição.

Conteúdo, Gazeta do povo









Se você não divulgar, a Globo não divulga: Compartilhe em "grupos" e alcance mais pessoas:

Seguir; Aliança pelo Brasil




_
"Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem"



Pátria amada Brasil até morrer!
Grupo Público · 50.197 membros
Participar do grupo
Temos total liberdade de apoiarmos a direita encabeçada por Jair Bolsonaro e depois Sergio Moro. junte-se a nós.

As mais lidas do dia..

Postagens mais visitadas