DESTAQUE DO DIA!

BOLSONARO VETARÁ LEI DE ABUSO DE AUTORIDADE (VÍDEO)

UOL descobre quadrilha de hackers que se aliou a Glenn Greenwald ,Intercept, mas não entrega a PF








Eustáquio descobriu manual do crime organizado em site secreto criminoso na Dep Web, escrito e mantido por Glenn Greenwald.

O jornalista Oswaldo Eustáquio, do AgoraParaná, que é publicado em parceria com o portal UOL, Folha de S. Paulo, revelou neste domingo o que ele chama de "mergulho no inferno do Intercept na Deep Web", onde descobriu o manual do crime usado pelo ativista do Psol, advogado e jornalista Glenn Greenwald.



O Deep Web é a parte mais obscura da internet e é o mesmo local onde terroristas, esta semana, ameaçaram de morte o presidente Bolsonaro. Foi ali que Veja entrevistou o terrorista que ameaçou Bolsonaro.

Leia um trecho da matéria assinada pelo jornalista.


"Qualquer pessoa pode ter acesso ao inferno do Intercept, mas eles avisam que seu endereço ficará registrado e dão dicas de como cometer crimes de vazamentos. Eles orientam o criminoso a se dirigir a uma cafeteria e baixar no computador um navegador que esconde o endereço IP da máquina, o Thor. Veja um trecho do inferno do Intercept"


"Conecte o seu computador pessoal a uma rede Wi-Fi que não esteja associada a você ou a seu empregador, como em uma cafeteria, por exemplo. Baixe o Navegador Tor. (O Tor permite que você fique on-line sem revelar seu endereço IP aos sites que você visita.)

Dentro do Tor, acesse o nosso servidor com SecureDrop no endereço http://intrcept32ncblef.onion/?l=pt_BR. Este é um tipo especial de URL que só funciona no Tor. (Importante: não digite essa URL em um navegador que não seja Tor. Ela não funcionará – e sua tentativa ficará registrada.)

Então, siga as instruções para enviar sua mensagem ou fazer o upload de documentos.”

Greenwald orienta que o crime não pode deixar rastros. O site fundado pelo americano diz ainda que o produto do crime pode ser enviado pelo correio, mas alerta que investigadores podem seguir os rastros.



Lembre-se que, analisando os pacotes, investigadores podem ter acesso a evidências sobre sua identidade, como amostras de sua letra ou até mesmo suas impressões digitais, antes que seu pacote chegue até nós".



Glenn Greenald mantém um site secreto na Deeb Web, onde ensina com detalhes como cometer crimes. Foi ali que ele buscou o material que vaza criminosamente. Leandro Demori, o jornalista gaúcho que foi um dos editores do blog sujo Nova Corta, é cúmplice do americano.



Já é notório que O UOL tem posição de hostilidade ao governo Bolsonaro. O site pertence ao jornal Folha de S. Paulo.












Siga-nos no twitter

Deixe seu comentário aqui!


  • APÓS COMENTAR, VOLTE PARA CAPA
  • Compartilhe Agora



    1964 Pode voltar! -Inscreva-se no canal Pátria amada Brasil