"João Doria foi eleito governador de São Paulo na sombra de Bolsonaro, mas agora, quer a cadeira do capitão"

Emplacando o ex-deputado Bruno Araújo (PE) na presidência nacional do PSDB, o governador de São Paulo, João Doria, chegou à convenção nacional do partido sendo recebido por militantes sob gritos de "presidente", em referência à possibilidade de o tucano ser candidato ao Planalto em 2022. Doria deve conceder uma coletiva de imprensa ao lado de Araújo após a eleição da nova direção do partido.



A chapa do novo comando do PSDB foi definida somente na noite desta quinta-feira, 30. Além do ex-deputado pernambucano na presidência, o partido vai ter o deputado Domingos Sávio (MG) na vice-presidência - havia uma expectativa anterior que a senadora Mara Gabrilli (PSDB) assumisse a vaga. Sávio já presidiu o partido em Minas Gerais e é aliado ao deputado federal Aécio Neves (MG), ex-presidente nacional da sigla e réu no Supremo Tribunal Federal (STF).