Destaque!

Bolsonaro deixa repórteres chupando o dedo e foi embora

O presidente Jair Bolsonaro não quis dar entrevista a repórteres e jornalistas no Palácio da Alvorada, nesta segunda-feira (10). Jair ...




Em manifesto, o presidiário ataca procuradores da Lava Jato, Moro e TRF-4 de ter sido tratado como inimigo





Em manifesto, o presidiário ataca procuradores da Lava Jato, Moro e TRF-4 de ter sido tratado como inimigo


O ‘Manifesto  do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva,condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro à 12 anos e um mês de cadeia, na noite desta sexta (8), no lançamento de sua pré-candidatura, em Contagem (MG), (lembrando que o petista se encontra detido na sede da PF em Curitiba),  teve espaço dedicado à acusações a força tarefa da lava jato e ao juiz Sérgio Moro. 




"Os que me acusaram na Lava Jato sabem que mentiram, pois nunca fui dono, nunca tive a posse, nunca passei uma noite no tal apartamento do Guarujá. Os que me condenaram, Sérgio Moro e os desembargadores do TRF-4, sabem que armaram uma farsa judicial para me prender, pois demonstrei minha inocência no processo e eles não conseguiram apresentar a prova do crime de que me acusam.
Até hoje me pergunto: onde está a prova?
Não fui tratado pelos procuradores da Lava Jato, por Moro e pelo TRF-4 como um cidadão igual aos demais. Fui tratado sempre como inimigo.
Não cultivo ódio ou rancor, mas duvido que meus algozes possam dormir com a consciência tranquila.



Contra todas as injustiças, tenho o direito constitucional de recorrer em liberdade, mas esse direito me tem sido negado, até agora, pelo único motivo de que me chamo Luiz Inácio Lula da Silva.
Por isso me considero um preso político em meu país.
Quando ficou claro que iriam me prender à força, sem crime nem provas, decidi ficar no Brasil e enfrentar meus algozes. Sei do meu lugar na história e sei qual é o lugar reservado aos que hoje me perseguem. Tenho certeza de que a Justiça fará prevalecer a verdade" o presidiário lula.










Se você não divulgar, a Globo não divulga: Compartilhe em "grupos" e alcance mais pessoas:

Seguir; Aliança pelo Brasil


_ _
"Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem"



Pátria amada Brasil até morrer!
Grupo Público · 50.197 membros
Participar do grupo
Temos total liberdade de apoiarmos a direita encabeçada por Jair Bolsonaro e depois Sergio Moro. junte-se a nós.

As mais lidas do dia..