OPINIÃO; Ministros do STF não merecem o cargo que ocupam




O QUE ELES FIZERAM PARA OCUPAR O CARGO DE ALTA RELEVÂNCIA?
O quadro na verdade é grave, quando se sabe que os ministros dos tribunais superiores são escolhidos e nomeados por presidente. Piora ainda mais com o tal do foro privilegiado (foro especial). Da combinação do foro especial com a escolha dos ministros que vão julgar os membros do poder político, então começa a funcionar um manancial de suspeitas e de desconfiança, que se avoluma quando se sabe que os nomeados continuam mantendo reuniões – que não são nada oficiais – com os nomeantes (falo dos almoços e jantares não transparentes, no Brasil e fora dele), isso é o que penso.



O STF vem manifestando preocupação com o efetivo controle da lava-jato em prender políticos poderosos, lavadores de milhões de rais, que muitas das vezes foram os que anteriormente nomearam os ministros que agora vão analisar os seus processos.  Penso que isso deveria ser feito por Emenda Constitucional - "O afastamento dos ministros",  mas os números apresentados continuam evidenciando um Tribunal (pela sua leniência, morosidade, falta de estrutura, bulimia etc.) que ainda não se desvencilhou das armadilhas institucionais impostas pelas elites/oligarquias econômicas e políticas. Continua ainda amarrado, apesar dos progressos, ao leito de Procusto “programado” pelo “sistema” extrativista e cleptocrata.



Os senhores ministros do (supremo tribunal federal), não merecem o cargo que ocupam, pois os mesmos não efetuaram nenhum tipo de esforço para o tal, a não ser uma grande amizade, ou, uma visão futura do indicador, (presidente).








R$ 37.476,93. Esse é o valor a que chega o salário bruto de um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), sem férias ou remunerações suplementares. O portal da Corte passou a detalhar os pagamentos de seus servidores, atendendo à decisão da ministra Cármen Lúcia de dar maior transparência aos dados sobre salários e benefícios. E ai? eles merecem os cargos que ocupam? é o seus impostos transformados em subsidio, (salários) que paga esta conta. pense nisso.


Segundo Época NEGÓCIOS, que acessou o salário de julho de 2017 dos 11 ministros. Quatro deles ganham R$ 33.763,00, o teto do funcionalismo público. Os outros sete recebem o salário bruto de R$ 37.476,93, graças ao chamado "abono de permanência". Trata-se de uma quantia adicional (neste caso, de R$ 3.713,93) paga mensalmente aos servidores que já podem se aposentar, mas optam por permanecer em atividade.